nomes-que-atrapalharam-marcas

Nomes que atrapalharam (ou quase) marcas a decolarem

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0

Um nome ruim pode jogar contra sua empresa. Por exemplo, enquanto a Head & Shoulders precisou focar no modo certo de pronunciar o nome da marca, a concorrente Clear usou esse tempo para explorar mais os seus diferenciais.

Veja outros exemplos de marcas que erraram na escolha dos seus nomes.

Lollo

A Nestlé mudou o nome do chocolate de Lollo para Milkybar em 1992, depois de alguns anos no Brasil. Muitos fãs da marca não gostaram da mudança e a barra logo sumiu das prateleiras. Em 2012, voltaram para Lollo, apelando para a nostalgia de quem adorava o chocolate.

Bradesco

Nomes curtos são mais fáceis de lembrar. Você imaginaria o Banco Brasileiro de Descontos com mais de 4 mil agências pelo Brasil? Pelo menos não com esse nome! A solução foi simples e está aí em cima: Bradesco.

nomes-que-quase

Retardex

Uma linha de higiene bucal com esse nome? Acredite, ele existe na Inglaterra. Mas não se preocupem, perceberam logo o problema e resolveram de um jeito divertido.

No novo comercial, o Ultradex substitui o Retardex fazendo piadas com o nome antigo. Pelo menos, eles saíram dessa numa boa, não é?

 

Créditos da foto: Flickr/ Wiertz, Flickr/benterret

Tem interesse em ter um nome forte para sua marca ou surgiu alguma dúvida? Converse com a Imaginatto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>